FUT7: Comunidade esportiva liga alerta após membros de time testarem positivo para Covid-19 em Toyota

Por Alex Kinjo em 24-07-2020   Esporte


TopBR.JP – Jogadores e a comunidade que acompanha o futebol amador em Tokai estão em alerta depois que um dirigente de uma equipe, sua esposa e filho testaram positivo para o Covid-19. Ele e o jovem estiveram presentes na última rodada da 1ª divisão de Tokai da Football 7 Society League (F7SL), a maior liga de futebol society do Japão, disputada no sábado (18), em Toyota (Aichi).

Naquele dia, 10 times que participam da fase regional do torneio entraram em campo, sendo quatro equipes sul-americanas. Ao todo, cerca de 200 pessoas entre atletas, familiares, membros das comissões técnicas e torcedores, de Aichi, Gifu e Mie frequentaram o complexo Tokai Futsal Club.

O dirigente que também é treinador do time, a esposa e o filho receberam o diagnóstico no início da semana e estão internados. O diretor-executivo da F7SL, Takatsugu Baba, informou o cancelamento da partida que envolveria duas equipes brasileiras no próximo sábado (25), no mesmo local, válida pela segunda divisão, já que atletas de ambos os times tiveram contato com as pessoas infectadas.

Jogadores, amigos e pessoas que estiveram próximas ao treinador interromperam suas atividades profissionais para fazer o teste nesta semana. Preocupados, eles estão recomendando à todos, sem exceção,  para tomarem as devidas precauções e se submeterem ao exames, se necessário.

Um dos atletas mais vitoriosos do futebol amador no Japão, o goleiro Elizeu Mangolim (47), que atuou no sábado (18), em Toyota, relatou a angústia que passou  desde o momento que soube da nóticia até fazer seu exame no Hoken Center, de Toyohashi, e receber o resultado negativo.

“Depois da partida, voltei para Toyohashi e domingo (19), disputei a liga japonesa Over-40. Na terça-feira, à noite, fui informado do ocorrido e fiquei apavorado com a possibilidade de estar infectado e no número de pessoas que tive contato. Imediatamente, liguei para o Hoken Center e marquei o exame para o dia seguinte (quarta-feira). Avisei os amigos, colegas de serviço, superiores  e companheiros dos times em que jogo e confesso que não dormi de tanta preocupação. Fiz o teste e o resultado saiu na tarde de ontem (23), quando finalmente tive o alívio por ter dado negativo”, afirmou.

Apaixonado pelo esporte, Mangolim que atuou em diversos eventos como voluntário e colaborador pede encarecidamente aos promotores da comunidade que interrompam seus eventos e campeonatos até que a pandemia esteja controlada.

“Só na minha firma alcanço facilmente 50 pessoas e no futebol também. Se você contar os familiares, amigos e o serviço de cada um, por exemplo, uma pessoa sozinha atinge facilmente outras 500. Eu senti na pele essa aflição de sem querer, acabar prejudicando uma multidão. E pensar em idosos e crianças, é tudo muito dolorido”, refletiu.

“Não vale a pena pagar esse preço e se precipitar para promover uma festa, torneio, evento. O perigo é muito grande. Uma responsabilidade enorme. Devemos realmente pensar e esperar essa situação passar”, acrescentou. Por ordem do Hoken Center, o goleiro ficará de quarentena em casa até o dia 1º de agosto, e precisará informar diariamente sua situação de saúde.

Mangolim recomenda ainda à todos que compareceram ao campeonato da F7SL, em Toyota, que tomem cuidado e que se sentirem algum sintoma, avise imediatamente o Hoken Center de sua região. O exame é gratuito.

Ontem (23), a província de Aichi registrou 97 novos casos de infecção por coronavírus. O número total de casos desde o início da pandemia está em 878 até o momento. Na terça-feira (22), o governador Hideaki Omura havia alertado aos moradores para a “segunda onda” solicitando o cumprimento das regras de distanciamento social e evitar locais fechados.

O Primeiro-ministro, Shinzo Abe, em pronunciamento, pediu novamente a colaboração da população nos cuidados básicos como evitar aglomerações, usar máscaras, lavar as mãos, utilizar álcool gel, deixar as janelas abertas, etc. Disse ainda que devido aos números elevados de infecções no mundo, as fronteiras do país continuarão fechadas até agosto. Porém, o retorno dos estrangeiros que viajaram com re-entry será liberado por etapas.